Este é o mundo de RPG vampiro a mascara... Este é o mundo sombrio onde os poucos que sobrevivem se agarram ao poder de séculos de vida com punhos de aço... Está pronto para tentar..!?..Venha e descubra se você manda ou é mandado. Venha viver a fantasia
 
InícioPortalRegistrar-seConectar-se
O jogo ira começar, por favor aprontem suas planilhas e fale com primordio sobre sua inscriçao.

Compartilhe
 

 Diário - Antonin Artaud

Ir em baixo 
AutorMensagem
Antonin Artaud
Lider Anarquista
Antonin Artaud

Número de Mensagens : 113
Idade : 38
Data de inscrição : 28/10/2010

Diário - Antonin Artaud Empty
MensagemAssunto: Diário - Antonin Artaud   Diário - Antonin Artaud EmptyDom 17 Abr 2011, 19:28

_____________________________________________________________________________________________________________________
Dia 07 - Mês 02 - Ano 1995


Assim se iniciou mais uma noite de minha existência, a primeira coisa que sempre faço é verificar minha moradia, se alguem tentou contra minha 'vida' naquela noite, quando chamei por Sammy varias vezes até que ele respondesse.
Quando ele veio disse-me que estava retirando os macacos da cozinha, Ora essa! Aqueles macacos cretinos, só de pensar neles ja sou tomado de um imenso ódio, eles me perseguem desde que me lembro, ele cochicham nas minhas costas, eu posso escutar seus murmurios enquanto estou dormindo, ah... mas eu irei acabar com todos eles um dia, um por um.
Derrepente recebi um telefonema um tanto estranho, de um homem chamado Miguel freire, achei muito suspeito, mas confirmei que ele fora na verdade um de meus primeiros pacientes. Me pediu ajuda, e eu, aceitei. Na verdade queria era mesmo saber o que se passava.

Cheguei no hospital pisisuiqatrico, local onde haviamos marcado o encontro, esperei por um tempo e neste meuio tempo concheci um outro malkaviano de nome Kleiv, um tanto parecido comigo, possuidor de uma companheira parentes de minhas meninas. E ele logo se foi após conversarmos um pouco. A impaciencia e psicose começou a tomar conta de mim até que enfim apareceu o tal Freire, afobado, dizendo que não havia feito nada de errado! hunf! Sei, logo em seguida fomos supreendidos por um van, de onde foram disparados varios tiroa contra nós, uma perseguição de carros se iniciou e só teve fim quando entrei em um beco.
A van parou e os homen do carro desceram com suas armas, eu fiz o mesmo e começamos a dialogar, quando questionei o Freire para entregar o que ele havia pegado, o homem ficou louco, surtou! E eu junto com ele, pois um brilho saiu de sua mão, e ele desapareceu. Em seguida os homens foram embora, e eu chamei por freire demadiadamente, mas quando ele retornou percebi notavelmente, que ele estava com um longa barba e sem um braço, como se tivesse passado varios meses fora!

Enfim eu levei o homem junto comigo, descobri que ele não era humano. Enquanto eu o acomodava para dentro de minha casa, ele me contou que um tal Azadart quem o ajudou la, e que meses se passaram no lugar onde ele esteve.Neste momento pude sentir a presença de alguem ali, provavelmente um espirito, o tal "coisa" só me deu prejuizos, rabiscando alguma coisa em hebraico na minha parede da sala, Aff!!! ainda tenho que concertar aquilo.

Espere um pouco diário, vou até a janela acho que alguem me observa........... Pronto, tranquei a tudo, agora posso continuar a escrever sabendo que nada ira me acontecer!

Bem como eu dizia .... quando enfim consegui traduzir o que dizia na parede, de nada ma adiantou, tão complicado quanto antes, mas eu sei bem que tudo tem um significado, uma flor pode ser um pedra, e a pedra uma rosa, e assim os significados nunca são os mais óbvios, e quando são óbivios é por que o significado não era importante! Humm, dizia algo sobre um espelho, aparentemente um espelho pequeno, deixe-me lembrar.... "O espelho mostra as passagens de inda e de vinda" Ah sim, era isso que dizia...
Depois disto, recebi uma mensagem, me mandando ir para o Elisio buscar algo, então parei o que eu estava fazendo e fui para la....

E la eu apenas recebi uma carta de reunião... AH! eu com tantos problemas, problemas, problemas... Quem? Eu ? Ah sim, eu mesmo, tenho tantos problemas, e tive que perder tempo com um pedaço de papel que em brve sera lixo.... Mas a zeladora do Elisio se interessou muito neste assunto e me fez uma proposta de lhe contar o conteudo da reuniõa....... hahaha, mas ela não me enganou nada com aquela conversa, eu ja sabia, assim que eu a vi, que ela planejava acabar comigo, eu vi nos olhos dela, que na bebida que ela me ofereceu havia algo, haveria, ó sim eu sabia, mas hoje o dia era do caçador e não da caça. E eu sou o caçador quando o dia é do caçador, mas posso me transformar na caça quando o dia é da caça.

E o coração do leão foi tomado pelo ódio, quando seu dominio é invadido, eu ja sabia que um dia isso aconteceria, minha morte sendo assim tão cobiça em cada olhar, mas não hoje, não agora, não daquele geito, sammy desmaidado e Freire morto, com a tal pedra sumida! Isso pouco me importa, mas ninguem invade MEU dominio e sai impude, posso tardar mas não falhar!

Depois disto ajudei Sammy a se recuperar, e neste dia chequei todas as janelas e portas, e fui-me deitar, descansar, e eu ja podia ouvi-los, la, aqueles macacos, cochichando pelo lado de fora da minha janela........ me olhando...... planejando ....... mas ...... apenas isso........ dormir.......

___________________________________________________________________________________________________________________


Última edição por Antonin Artaud em Seg 18 Abr 2011, 07:01, editado 3 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Antonin Artaud
Lider Anarquista
Antonin Artaud

Número de Mensagens : 113
Idade : 38
Data de inscrição : 28/10/2010

Diário - Antonin Artaud Empty
MensagemAssunto: Re: Diário - Antonin Artaud   Diário - Antonin Artaud EmptySeg 18 Abr 2011, 06:03

____________________________________________________________________________________________________________________
Dia 08 - Mês 02 - Ano 1995


Outro dia se passou, mais um dia eu sobrevivi, seria este o termo? Vivi? Viver o não vivo? Ou não viver o vivo?
Sobre todos aqueles olhares, em todos os cantos, neste momento eu escrevo estas palavras escondido embaixo da mesa, daqui eu posso ver tudo, ouvir tudo....


Eu rapidamente me levantei, e fui ver como estava Sammy, que estva bem melhor, eu dei-lhe mais um pouco de sangue, e depois pedi um taxi para ir ao Elisio esperar pela reunião.... La eu fiquei conversando com um rapaz durante muito tempo, até a hora da reunião. Fui encaminhado para uma sala, com muitas pessoas, cada um com um olhar, em suas mentes mesquinhas, eu via seus pensamente, sentia o cheiro de suas vontades, então me apresentei e sentei afastado, e os observei.

Estava literalmente em uma sala de aulas! Com um professor chato, que falava chato, fez uma chata e inutil votação, para só depois mostrar o troféu..... Bem o verdadeiro rei que estava agindo movendo as peças do xadrez era um Justicar. Os outros podem não ter visto, mas eu vi em seus olhos, a cor do Sangue, a cor da morte e a cor do fim, pois ele sim é quem de todos que querem me matar, o unico que de fato, poderia desejar a morte de qualque um ali.

Mas, como hoje estou com pressa meu querido diário, pois anda tenho que afiar, lustrar, mimar, conversar, e brincar com as minha meninas, irei ser breve ...

O real motivo daquela reunião era para limparmos a sujeira da cidade, eliminar os sabas, e governar junto da camarilla, e resgatar alguns dos nossos..... Eu é claro, preferi ir sozinho mesmo tendo sido estipulado uma dupla para mim, antes ir sozinho do que ter que ficar com um olho no inimigo e outro no ''parceiro''.....
Eu me dirigi até uma favela, chamada favela do dedão, até um prédio em questão.. La dentro pude percerber que era do saba, e que ele estavam tramando algo... o lado de dentro em si parececia maior que o lado de fora, havia revestimento de metal em todas as paredes, alguns andares com jaulas, outros com arenas, outros com computadores, e o que todos tinham em comum eram sangue para todos os lados.....

Fui subindo e subindo até chegar em um elevador, que apos uma manobra para driblar algum idiotas, acabei chegando ao sexto andar..
La havia tres espelhos, um computador, e achei um tipo de corpo mecanico dentro de uma " gaveta :" no chão, e quando puxei uma andróide saiu embutida ao chão, ela se auto denominou Ciang, e apartir dali passei a me chamar Jon.
Felizmente consegui dialogar bem com a criatura, creio eu que mente diferente das espectativas comuns tentem a se compatibilizar, o outro olho da verdade, a visão do mundo verdadeiro, assim que mentes ocultas funcionam.

Ela nada me ofereceu de inforrmações aproveitaveis, a não ser uma proposta para tira-la dali durante dois dias, pois ela tem intenção de conhecer mais sobre o mundo exterior, mas axo que essas não são suas verdadeiras intenções, mas em boca fechada não entra mosca...... depois disso a unica coisa que descobri foi uma passagem pelos espelhos, ainda não sei onde da, ou como funciona, mas sei que o criador de Ciang esta la dentro, pois eu pude ver o oculto.

O dia se aproximou, e eu precisei dormir, esta noite eu poderia dormir tranquilo, pois os macacos não estão por perto, os olhares e sussurros, não serão escutados por mim neste dia.....
E assim eu dormi, no breu do elevador .....

_______________________________________________________________________________________________________________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Diário - Antonin Artaud
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
.:: The Mercy of War ::. :: Área de Jogo [ON] :: Rolador de Dados / Diario de caçada :: Diario do Caçador-
Ir para: